Prece por alguém: a intercessão magnética

Esta reflexão veio à mente diante do contexto em que, muitas vezes, ficamos aflitos querendo ajudar alguém e encontramos uma barreira que bloqueia a nossa ação, podendo até, em alguns casos, provocar um efeito contrário, gerando conflitos e piorando a situação.

Muita calma nesta hora!

Nesses casos, a barreira pode ter sido construída para cegar e produzir a surdez seletiva naqueles com quem falamos, fechando a porta do auxílio.

Para esta circunstância, recorremos aos ensinamentos do Mestre Jesus sobre a Parábola da Candeia, ao poder da prece e aos fundamentos do magnetismo.

Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”. (Mateus 5: 14-16)

Iluminados pela Palavra, aqueles que praticam os seus ensinamentos são a “luz do mundo”, afastando as trevas, porque o Evangelho é a força divina que impulsiona a nossa vida.

Pela Parábola da Candeia, Jesus nos convoca a resplandecer a luz das nossas conquistas evolutivas em benefício dos companheiros de jornada.

Assim, o “resplandeça a vossa luz” é a irradiação da nossa energia mental carregada de elevada carga magnética que imprime sentimentos de fé e de esperança em nós próprios e nas pessoas que nos cercam. Essa carga magnética dos nossos sentimentos mais puros será percebida e aceita por alguém, direta ou indiretamente.

A vibração do pensamento elevado e a vontade determinante transformam a nossa energia mental em ondas eletromagnéticas de amor em auxílio de todos que estão na nossa casa e a favor dos nossos semelhantes.

O Espírito André Luiz, no livro “Nos domínios da mediunidade”, ensina: “A oração é prodigioso banho de forças, tal a vigorosa corrente mental que atrai. Por ela, Clara e Henrique expulsam do próprio mundo interior os sombrios remanescentes da atividade comum que trazem do círculo diário de luta e sorvem do nosso plano as substâncias renovadoras de que se repletam, a fim de conseguirem operar com eficiência, a favor do próximo. Desse modo, ajudam e acabam por ser firmemente ajudados”.

Sobre a ação de Clara e Henrique, Suely Caldas Schubert, no livro “Dimensões espirituais do Centro Espírita”, destaca: “André notou que ambos oravam com tal fervor que se apresentavam envoltos em luz e em sintonia com a equipe espiritual que os assessoravam”.

Kardec, esclarece: “A prece é uma invocação, mediante a qual o homem entra, pelo pensamento, em comunicação com o ser a quem se dirige. (…) Podemos orar por nós mesmos ou por outrem, pelos vivos ou pelos mortos. As preces feitas a Deus escutam-nas os Espíritos incumbidos da execução de suas vontades; as que se dirigem aos bons Espíritos são reportadas a Deus. Quando alguém ora a outros seres que não a Deus, fá-lo recorrendo a intermediários, a intercessores, porquanto nada sucede sem a vontade de Deus”. (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo XXVII, item 9)

Pela prece, entramos em comunicação com o ser a quem se dirige, mediante a transmissão do pensamento, estabelecendo ligação sublime com planos vibratórios superiores, atraindo os auxílios de bons Espíritos e os fluidos que podem limpar a atmosfera reinante, manipular medicações balsâmicas e produzir inúmeros prodígios de amor, deslocando fluidos de qualidade que nos aliviarão e auxiliarão a quem pedimos a intercessão.

A energia mental é fonte que irradia e estabelece reciprocidade com outras mentes, de forma consciente ou inconsciente, favorecendo a formação de um campo eletromagnético mental decorrente dos processos de sintonia e afinidade. O poder magnetizador está na razão direta da intensidade da vontade.

Assim, nas preces por alguém, recorremos a intercessores, que mergulhados no fluido cósmico universal, recebem a nossa solicitude para que, sob ação caridosa, o sofredor seja atendido em suas necessidades.

Podemos não curar alguém, mas podemos agir como intermediário das forças do bem, aplicando os recursos à nossa disposição, dentre eles a prece, invocar e evocar a ajuda intercessora alimentada pela força do magnetismo amoroso.

Pedi e obtereis; buscai e achareis; batei à porta, e ela se abrirá. Que brilhe a nossa luz!

Autor: JUAN CARLOS OROZCO

Revisora: Flávia Maia Nobre

Bibliografia:

EMMANUEL (Espírito); (psicografia por) Francisco Cândido Xavier. O Consolador. 1ª Edição. Brasília/DF, Federação Espírita Brasileira, 2016.

KARDEC, Allan; tradução de Guillon Ribeiro. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 1ª Edição. Brasília/DF, Federação Espírita Brasileira, 2019.

LUIZ, André (Espírito); (psicografia por) Francisco Cândido Xavier. Nos domínios da mediunidade. 36ª Edição. Brasília/DF, Federação Espírita Brasileira, 2017.

Um comentário em “Prece por alguém: a intercessão magnética

  1. Aconteceu comigo. Muitas vezes alguns irmãos não aceitam muito bem a nossa disposição de ajudá-los através da nossa Prece, especialmente os amigos que comungam conosco no estudo da doutrina. O ser humano é uma caixinha de surpresas.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close