O reino de Deus dentro de nós

“Pilatos, tendo entrado de novo no palácio e feito vir Jesus à sua presença, perguntou-lhe: És o rei dos judeus? (…) Respondeu-lhe Jesus: Meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, a minha gente houvera combatido para impedir que eu caísse nas mãos dos judeus; mas o meu reino ainda não é aqui. (João, 18: 33 e 36)

Jesus esclareceu a Pilatos que o seu reino ainda não era deste mundo, tendo por base a lei maior do Amor. A conquista do reino de Deus deve ser objetivo de todos nós, mas este reino ainda não está completamente no nosso íntimo e tampouco se estabeleceu na Terra.

O reino de Deus ainda não ser deste mundo tem sentido mais amplo, refere-se ao somatório de todos os habitantes. Já o reino de Deus não estar dentro de nós traz uma visão mais estreita, pois a construção desse reino há que começar em cada ser humano.

Contrapondo-se à crença judaica, veio um Messias libertador de almas, simples, humilde e fraterno, que consolava os aflitos e necessitados. A Boa Nova de Jesus trouxe a lei maior do Amor, com um Deus justo, bom e misericordioso.

Jesus revelou um novo mundo sob a ótica do amor, da fraternidade universal, da caridade, da justiça, da bondade e da misericórdia divina. É esse o reino que Ele promete aos que cumprirem os seus mandamentos, onde os bons encontrarão as bem-aventuranças.

O Mestre ensina que dia virá em que o reino de Deus será deste mundo. Isso dar-se-á quando os homens forem regenerados pela verdade na estrada do progresso e da fé. Jesus representa a verdade que a humanidade tem condição de assimilar, implantando o reino de Deus dentro de cada um, a fim de que num futuro possa transformar a Terra em um mundo melhor, num verdadeiro reino de Deus.

Para isso, o homem tem de desenvolver todo seu potencial intelectual e moral, desenvolvendo esse reino de amor e sabedoria dentro de si para poder tornar este mundo em um reino de Deus. Jesus indicou o caminho a ser seguido, ensinou como agir nessa caminhada para atingir a perfeição possível, trilhando a senda do bem traçada e exemplificada por Ele, usando o instrumento do amor a Deus e ao próximo. 

Precisamos semear o reino de Deus no nosso coração, como cidadãos desse reino, para juntos tornar este planeta, no futuro, uma morada mais digna para as próximas gerações no caminho da regeneração da Humanidade, acolhendo as oportunidades abençoadas e pelas ações no sentido de elevarmos as vibrações de todo o orbe terrestre.

Bibliografia:

BÍBLIA SAGRADA.

KARDEC, Allan; tradução de Guillon Ribeiro. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close