Ação dos fluidos, do perispírito e da mente na comunicação mediúnica

No Universo, há dois elementos gerais e distintos: o princípio material, por meio do fluido cósmico universal, ou matéria cósmica primitiva, que entra na constituição de todos os corpos materiais, visíveis e invisíveis; e o princípio espiritual, também denominado de espírito (com “e” minúsculo), que dá origem aos seres inteligentes, como a espécie humana.

Para que ocorra a evolução e a diversidade de matérias e de seres existentes no Universo, faz-se necessária a união dos dois elementos gerais.

Entendo o Espírito (com “E” maiúsculo) como a individualização do espírito (princípio inteligente) em cada ser, a mente age sobre o corpo físico através do perispírito para produzir todos os tipos de manifestações, inclusive as mediúnicas.

A comunicação mediúnica, propriamente dita, envolve a participação de fluidos, do perispírito e da mente, formando um circuito mediúnico entre o médium e o Espírito comunicante.

Aplica-se o conceito de circuito mediúnico à extensão do campo de integração magnética em que circula uma corrente mental, sempre que se mantenha a sintonia psíquica entre os seus extremos ou, mais propriamente, o emissor e o receptor.

O circuito mediúnico expressa uma “vontade-apelo” e uma “vontade-resposta”, respectivamente, no trajeto de ida e volta, definindo o comando da entidade comunicante e a concordância do médium.

Interação entre os fluidos, o perispírito e a mente durante a comunicação mediúnica

Fluidos

Os fluidos são constituídos da matéria cósmica primitiva e encontrados em todos os planos de vida. Têm-se fluidos líquidos, elásticos ou aeriformes e fluidos imponderáveis, tidos como agentes dos fenômenos luminosos, caloríficos e outros mais.

Na fase inicial da manifestação mediúnica, o Espírito comunicante envolve o médium nos próprios fluidos a fim de que a sua presença seja percebida por meio das sensações que repercutem no corpo físico do medianeiro.

O envolvimento fluídico permanecerá durante todo o processo da comunicação mediúnica, mas é na primeira fase que o médium capta as necessidades básicas do comunicante.

Após o envolvimento fluídico, inicia-se a comunicação mediúnica caracterizada pela conexão perispiritual, a qual permite maior aproximação entre o Espírito comunicante e o médium, condição que dá a oportunidade de expor com mais clareza os seus sentimentos, emoções e intenções. Neste momento, caso o médium se sinta inseguro, pode romper a ligação com o Espírito, evitando a união mental que caracteriza o circuito mediúnico propriamente dito.

Perispírito

O perispírito, ou corpo fluídico do Espírito, é produto do fluido cósmico universal. É uma condensação desse fluido em torno de um foco de inteligência ou alma (Espírito encarnado). É constituído de substâncias materiais e etéreas. O perispírito é mais ou menos etéreo, conforme os mundos e o grau de depuração do Espírito.

O perispírito serve de intermediário entre o Espírito e o corpo. É o órgão de transmissão de todas as sensações. Em relação às que vêm do exterior, pode-se dizer que o corpo recebe a impressão; o perispírito a transmite, e o Espírito, que é o ser sensível e inteligente, a recebe. Quando o ato é de iniciativa do Espírito, pode-se dizer que o Espírito quer, o perispírito transmite e o corpo executa. Assim, o perispírito é o agente por meio do qual os Espíritos se comunicam conosco.

A interação perispírito-perispírito, estabelecida entre o comunicante espiritual e o médium, favorece a multiplicidade de manifestações mediúnicas, definidas pela ligação mental de ambos. Atuando sobre a matéria, os Espíritos podem manifestar-se de muitas maneiras diferentes: por efeitos físicos, tais como os ruídos e a movimentação de objetos; pela transmissão do pensamento, pela visão, pela audição, pela palavra, pelo tato, pela escrita, pelo desenho, pela música, etc.

Mente

A mente abrange o conjunto de processos mentais ou atividades psíquicas do indivíduo. É o campo de nossa consciência desperta, na faixa evolutiva em que o conhecimento adquirido nos permite operar.

Cada mente é fonte de emissão e recepção de ondas mentais que se combinam por meio dos mecanismos da associação que, por sua vez, depende da afinidade e da sintonia a fim de formar correntes mentais que permeiam a atmosfera psíquica na qual estamos mergulhados.

Achando-se a mente na base de todas as manifestações mediúnicas, quaisquer que sejam os característicos em que se expressem, é imprescindível enriquecer o pensamento, incorporando-lhe os tesouros morais e culturais.

Resulta daí a união mental entre o comunicante espiritual e o médium que estabelece a formação de um circuito, no qual o Espírito manifestante define uma “vontade-apelo” e o medianeiro uma “vontade-resposta”.

A comunicação mediúnica está diretamente subordinada ao conhecimento que o médium possui e à sua conduta moral, sobretudo quando se refere a mensagens instrutivas provenientes de Espíritos superiores.

A afinidade com as ideias do Espírito comunicante é fundamental no momento da comunicação. Se não houver afinidade entre eles, o Espírito do médium pode alterar as respostas e assimilá-las às suas próprias ideias e inclinações. Porém, não exerce influência sobre os Espíritos comunicantes, autores das respostas. É apenas um mau intérprete.

As afinidades fluídicas, perispirituais e mentais precisam ser bem compreendidas pelo médium, caso contrário a comunicação mediúnica pode ser inviabilizada ou apresentar má qualidade na recepção do pensamento do Espírito comunicante.

Bibliografia:

KARDEC, Allan; tradução de Guillon Ribeiro. O Livro dos Espíritos. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

KARDEC, Allan; tradução de Guillon Ribeiro. O Livro dos Médiuns. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

MOURA, Marta Antunes de Oliveira de (Organizadora). Mediunidade: estudo e prática. Programa I. 2ª Edição. Brasília/DF, Federação Espírita Brasileira, 2018.

MOURA, Marta Antunes de Oliveira de (Organizadora). Mediunidade: estudo e prática. Programa II. 2ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

ROCHA, Cecília (Organizadora). Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita: programa complementar. Tomo Único. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close