Transfiguração de Jesus

“Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e os levou a um alto monte, onde ficaram a sós. Ali ele foi transfigurado diante deles. Suas roupas se tornaram brancas, de um branco resplandecente, como nenhum lavandeiro no mundo seria capaz de branqueá-las. E apareceram diante deles Elias e Moisés, os quais conversavam com Jesus.

Então Pedro disse a Jesus: ‘Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias’. Ele não sabia o que dizer, pois estavam apavorados. A seguir apareceu uma nuvem e os envolveu, e dela saiu uma voz, que disse: ‘Este é o meu Filho amado. Ouçam-no!’ Repentinamente, quando olharam ao redor, não viram mais ninguém, a não ser Jesus. Enquanto desciam do monte, Jesus lhes ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do homem tivesse ressuscitado dos mortos”. (Marcos, 9: 2-9)

A transfiguração do Cristo no Monte Tabor aconteceu quarenta dias antes de sua crucificação e uma semana depois da intuição de Pedro ao afirmar o caráter messiânico de Jesus: “Tu és o Cristo, filho do Deus vivo”.

Deste texto, extraímos inúmeros ensinamentos: a confirmação da autoridade de Jesus como o caminho, a verdade e a vida em direção ao Pai; a existência, a sobrevivência e a imortalidade do Espírito, pelo fenômeno da transfiguração e das aparições de Elias, que viveu entre 874 e 853 AC, e Moisés, que viveu entre 1550 e 1510 AC; a Palavra que deve ser escutada e cumprida integralmente; e a importância dos testemunhos divinos e cristãos, quer de encarnados ou desencarnados.

Na passagem, temos os seguintes testemunhos: dos três discípulos que iriam transmitir aos demais as cenas indescritíveis que presenciaram; do mundo dos Espíritos, representado por Elias e Moisés, que apareceram a todos; do próprio Jesus, que se apresentou com o corpo imortal com que ascenderia ao infinito; e do Pai, confirmando a autoridade espiritual do Cristo como o Messias, que deveria ser ouvido e obedecido por aqueles que, mais tarde, teriam de apregoar suas Palavras redentoras pelo mundo todo.

“Todas as expressões do Evangelho possuem uma significação divina e no Tabor contemplamos a grande lição de que o homem deve viver a sua existência, no mundo, sabendo que pertence ao Céu, por sua sagrada origem, sendo indispensável, desse modo, que se desmaterialize, a todos os instantes, para que se desenvolva em amor e sabedoria, na sagrada exteriorização da virtude celeste, cujos germes lhe dormitam no coração”. (Emmanuel. O Consolador, questão 310)

Assim, a transfiguração do Cristo revela a sua autoridade e os seus esplendores espirituais; confirma a continuidade à Lei de Deus e aos Profetas, representada pela aliança de Jesus, Moises e Elias; e a imortalidade do Espírito reforçada pela ressurreição de Jesus, pois os apóstolos recordariam da transfiguração e não perderiam a fé, porquanto tinham o testemunho da vida eterna, confirmando as palavras do Evangelho que libertam a alma.

Bibliografia:

BÍBLIA SAGRADA.

EMMANUEL, (Espírito), na psicografia de Francisco Cândido Xavier. O Consolador. 18ª Edição. Rio de Janeiro/ RJ: FEB, 1997, Questão 310.

KARDEC, Allan; tradução de Guillon Ribeiro. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

MOURA, Marta Antunes de Oliveira. Estudo aprofundado da doutrina espírita: Ensinos e parábolas de Jesus – Parte I. Orientações espíritas e sugestões didático-pedagógicas direcionadas ao estudo do aspecto religioso do Espiritismo. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2015.

MOURA, Marta Antunes de Oliveira. Estudo aprofundado da doutrina espírita: Ensinos e parábolas de Jesus – Parte II. Orientações espíritas e sugestões didático-pedagógicas direcionadas ao estudo do aspecto religioso do Espiritismo. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2013.

SCHUTEL, Cairbar. Parábolas e Ensino de Jesus. 1ª Edição. Matão/SP: Gráfica da Casa Editora o Clarim, 1928.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close