O pensamento: aprendendo com Joanna de Ângelis

O Espírito Joanna de Ângelis, no livro “Tesouros libertadores”, no Capítulo 14 – “O pensamento”, na psicografia de Divaldo Pereira Franco, traz diversos ensinamentos para as nossas vidas, principalmente em como controlarmos os pensamentos portadores de cargas negativas, sem deixá-los interferir nos nossos relacionamentos humanos, conforme as faixas vibratórias em que eles se expandem.

Os pensamentos negativos prejudicam e produzem ressonância perniciosa em nós mesmos e nas pessoas a quem são dirigidos. Por outro lado, os pensamentos positivos se hospedam no coração, recebendo influxos mentais bons e revigorantes.

Muitos distúrbios de comportamento psicológico são provenientes de sintonias carregadas de sentimentos inferiores, cujas descargas de efeitos danosos têm origens em seres inferiores de baixas vibrações espirituais.

Joanna de Ângelis recomenda um remédio salutar: “O melhor antidoto para esse mal é o envolver-se nas ondas sublimes da oração, precatando-se dessa interferência nefasta que percorre os espaços, direcionados ou não a determinados alvos”.

Joanna alerta para não se responder na mesma faixa de frequência a essas vibrações inferiores, pois o intercâmbio poderá ser destruidor.

Já o pensamento positivo e edificante traz energias que nos sustentarão os campos vibratórios, captando energias benéficas nas Augustas Fontes do Amor Universal.

Em seguida, Joanna de Ângelis esclarece que quando sentimos emoções de empatia, que causem alegria espontâneas e sem motivos aparentes, é porque estamos sob a ação de pensamentos bons e saudáveis procedentes de mentes afetuosas por simpatia e afabilidade, quer sejam de encarnados ou de guias espirituais. Ela recomenda a aproveitá-los, concentrá-los e fixá-los, para revitalizar e armazená-los para momentos menos venturosos.

A mesma coisa ocorre quando estamos em perturbação mental ou desconforto emocional, diante de descargas negativas, em que devemos dilui-las mediante a prece, leituras agradáveis, para a devida renovação. Essas vibrações proveem de desafetos físicos ou espirituais, os quais se comprazem das nossas aflições. Mas, Joanna recomenda a orar por eles, a ter paciência e não guardar qualquer ressentimento.

No final, Joanna de Ângelis deixa precioso conselho:

“Pensar bem ou mal é resultado de treinamento que se transforma em hábito.

*

 Jesus asseverou com veemência: Tudo quanto pedirdes ao Pai orando, Ele vos concederá.

Certamente, se solicitares bençãos com o pensamento em prece, jamais deixarás de as receber.

A energia mental canalizada pela oração alcança os centros de captação universal e produz-se a ligação vigorosa entre o orante e o Supremo Ouvinte”.


Bibliografia:

ÂNGELIS, Joanna de (Espírito); (psicografado por) Divaldo Pereira Franco. Tesouros libertadores. 1ª Edição. Salvador/BA: Leal, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close