Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos

Jesus disse: “todo o poder foi‑me dado no céu e sobre a Terra. Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando‑as em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. E ensinando‑os a observar tudo que eu vos ordenei; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos!” (Mateus, 28: 18-20).

Essa passagem evangélica está no contexto da aparição de Jesus a seus discípulos em um monte da Galileia, após a ressurreição, transmitindo-lhes derradeiras mensagens de fé, consolo, confiança, esperança e orientações na Terra.

Desde o início (João 1: 1-2), todo o poder divino foi dado a Jesus como governador do orbe terrestre, quer na Terra como no Céu, e o Mestre sempre esteve e estará conosco todos os dias até a consumação dos séculos.

Em uma interpretação literal, o texto evangélico sugere que o Cristo estará conosco até o momento de consumação dos séculos, do julgamento final ou do fim de tudo, mas, para a Doutrina Espírita, a “consumação dos séculos” tem o sentido de período de natureza evolutiva marcada pela transição planetária, ou seja, o fim de um período e início de outro ciclo evolutivo do planeta Terra, passando de mundo de provas e expiações a caminho de um mundo regenerado. Momento de mudanças que a Humanidade deverá passar decorrentes da lei de progresso, do surgimento de uma Nova Era, símbolo de uma sociedade mais feliz, justa, pacífica, amorosa e fraterna.

Como Espíritos imperfeitos em constante evolução a caminho da perfeição, diante das provações e expiações da vida, em certos momentos, somos dominados pela depressão, insegurança, angústia, solidão, aflição, tribulação, dentre outras, que provocam grandes quedas, muitas vezes difíceis de se levantar.

Assim, o “eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” é mais do que uma promessa, é o alimento espiritual àqueles que despertam para o Cristo, que não se abatem perante as tribulações das provas da vida, porquanto as enfrentam com bom ânimo, sabendo da presença do Senhor sempre ao seu lado, auxiliado por seus Anjos, Espíritos protetores e outros tantos benfeitores que vêm em nosso socorro.

Jesus disse: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João, 16: 33).

Em todas as circunstâncias da vida, diante da presença constante de Jesus ao nosso lado, é preciso agir com bom ânimo, empregando as energias construtivas no trabalho edificante na prática do bem e da caridade. Não podemos temer ou fugir dos sofrimentos, mas devemos enfrentá-los com bom ânimo e fé, extraindo de suas lições o devido aprendizado. Por isso, devemos buscar nos ensinamentos e exemplos do Mestre Jesus a força para vencer as provações da vida.

Agindo dessa forma, estaremos com Jesus todos os dias, porquanto Ele é o pão da vida que alimenta a alma, a fonte fluídica que sacia a sede espiritual e a luz do mundo que ilumina o nosso caminho pela verdade divina em direção a Pai.

Ademais, Jesus tem as palavras de vida eterna, verdadeiras luzes da vida e de esperança, sustentando a fé e a confiança na justiça, na bondade e na misericórdia de Deus. Essas palavras trazem diretrizes seguras que devem nortear o aprendizado na escalada evolutiva, pois que atendem às necessidades e aos anseios de todos.

Na consumação dos séculos, Jesus, como governador do Planeta, presidirá as transformações da transição, auxiliado por seus servidores diretos, os Espíritos puros ou “anjos”, prepostos celestiais que contam com o apoio de Espíritos esclarecidos, benfeitores e entidades amigas.

O Espírito Emmanuel, em “Presença divina”, na psicografia de Francisco Cândido Xavier, ensina: “Jesus não formulou promessas frustradas… Estará, sim, com todos os corações da Terra, sempre e sempre; contudo, a Doutrina Espírita, suplementando as anotações do Testamento do Cristo, vem explicar, sem sombra de dúvida, que o Mestre está e estará com toda a humanidade, mas apenas conheceremos fruto visível e imediatamente aproveitável de sua presença sublime, na criatura terrestre, dessa ou daquela posição, que esteja também com Ele.” (Emmanuel. Reformador, nov. 1960, p. 248)

Ainda o Espírito Emmanuel, em “Todos os dias”, na psicografia de Francisco Cândido Xavier: “Não te digas sem a inspiração de Jesus para adotar rumo certo. (…) Jesus não é o mestre ausente ou símbolo morto. Ainda e sempre, é para nós, os que declaramos aceitar-lhe a governança, o mentor vigilante e o exemplo vivo. Basta recapitular-lhe as lições para refleti-lo. E, ao retratá-lo em nós, segundo as nossas acanhadas concepções, receberemos dele a ideia ou o socorro de que careçamos, a fim de escolher com acerto e agir com justiça. Prometeu-nos o Mestre, ao falar aos discípulos: – ‘Eis que eu estou convosco, todos os dias, até à consumação dos séculos’. Como é fácil de perceber, o Senhor está conosco, esperando, porém, que estejamos com ele.” (Emmanuel. Reformador, dez. 1963, p. 266)

Por fim, a cantora Eliana Ribeiro, em “Noite traiçoeiras”, inseriu uma linda mensagem que se relaciona com as nossas reflexões: “No mundo haveis de ter muitas aflições disse o Senhor, mas coragem, Eu venci o mundo. Aflições, tormentos, sofrimentos, cruz, todas essas realidades fazem parte do seguimento de Cristo. Quem quer ser meu discípulo, renuncia a si mesmo, tome a sua cruz e venha. Sofrimento faz parte. As angústias próprias dessa vida fazem parte da nossa caminhada com Deus. Mas, obrigado Senhor porque o Senhor não nos deixa sozinho. O Senhor não permite, o Senhor não deixa que caminhemos sozinhos em nenhuma das situações em que estamos passando. O Senhor se faz presente porque, assim, o Senhor prometeu que estaria conosco todos os dias até o fim dos tempos. São palavras bíblicas, são passagens, é a tua Palavra Senhor que agora entra de cheio na nossa realidade, no real do nosso viver, e nós te louvamos pela tua presença real Senhor em cada uma dessas situações, de doença, de traição, de humilhação, de tormentas, de tragédias, de perdas; o Senhor está conosco, ainda que venha a noite traiçoeira, a noite escura, os vales tenebrosos, os vales de lágrimas, o Senhor está comigo, e me ensina a dar sentido a todo esse sofrimento. Não chorar por chorar, sofrer por sofrer, mas ofertar as lágrimas e os sofrimentos, as dores, por aqueles que sofrem muito mais do que nós, mas também para completar em vós Senhor todas as dores pelas quais passastes por causa de cada um de nós. Nós queremos aqui Senhor oferecer, entregar dores, problemas, sofrimentos, esperar de ti toda graça, toda força necessária para superar, suportar e atravessar todo esse momento com a tua graça.”  

Bibliografia:

BÍBLIA SAGRADA.

EMMANUEL (Espírito); na psicografia de Francisco Cândido Xavier; coordenação de Saulo Cesar Ribeiro da Silva. O Evangelho por Emmanuel: comentários ao Evangelho segundo Mateus. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2017.

RIBEIRO, Eliana (cantora). Noites Traiçoeiras. Disponível no canal do Youtube no link: https://www.youtube.com/watch?v=Zmb_YgRVn-o. Publicado em: 2019. Acessado em: 14 de julho de 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close