Almas gêmeas

Essa reflexão tratará da afinidade existente entre certos Espíritos unidos pelo amor e fundamentada na semelhança entre eles, que se ligam por afeições particulares, perdurando no plano espiritual, e caracterizadas como almas gêmeas.

Nesse contexto, a afeição mútua de dois seres na Terra continua a existir no mundo espiritual, porquanto a simpatia que atrai um Espírito ao outro resulta da concordância de seus pendores e instintos.

Ao tratar de almas gêmeas, não se está discorrendo sobre metades de Espíritos, pois cada Espírito possui a sua individualidade, que o caracteriza. Se um Espírito fosse a metade de outro, separados os dois, estariam eles incompletos.

O Espírito Emmanuel, no livro “O Consolador”, Capítulo 3.3 AMOR, na psicografia de Francisco Cândido Xavier, esclarece acerca da teoria da alma gêmea para designar dois Espíritos intimamente ligados em suas experiências evolutivas, sem significar metades eternas, acrescentando que o amor dessas almas não constitui restrição ao amor universal, porquanto, atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino.

Nesse livro, Emmanuel, na questão 323, ensina:

“No sagrado mistério da vida, cada coração possui no Infinito a alma gêmea da sua, companheira divina para a viagem à gloriosa imortalidade.

Criadas umas para as outras, as almas gêmeas se buscam, sempre que separadas. A união perene é-lhes a aspiração suprema e indefinível. Milhares de seres, se transviados no crime ou na inconsciência, experimentaram a separação das almas que os sustentam, como a provação mais ríspida e dolorosa, e, no drama das existências mais obscuras, vemos sempre a atração eterna das almas que se amam mais intimamente, envolvendo umas para as outras, num turbilhão de ansiedades angustiosas, atração que é superior a todas as expressões convencionais da vida terrestre. Quando se encontram, no acervo dos trabalhos humanos, sentem-se de posse da felicidade real para os seus corações – a da ventura de sua união, pela qual não trocariam todos os impérios do mundo, e a única amargura que lhes empana a alegria é a perspectiva de uma nova separação pela morte, perspectiva essa que a luz da Nova Revelação veio dissipar, descerrando para todos os espíritos, amantes do bem e da verdade, os horizontes eternos da vida.”

Na questão 325, Emmanuel complementa:

“O Universo é o plano infinito que o Pensamento divino povoou de ilimitadas e intraduzíveis belezas.

Para todos nós, o primeiro instante da criação do ser está mergulhado num suave mistério, assim como também a atração profunda e inexplicável que arrasta uma alma para outra, no instituto dos trabalhos, das experiências e das provas, no caminho infinito do Tempo.

A ligação das almas gêmeas repousa, para o nosso conhecimento relativo, nos desígnios divinos, insondáveis na sua sagrada origem, constituindo a fonte vital do interesse das criaturas para as edificações da vida.

Separadas ou unidas, nas experiências do mundo, as almas irmãs caminham, ansiosas, pela união e pela harmonia supremas, até que se integrem, no plano espiritual, onde se reúnem para sempre na mais sublime expressão de amor divino, finalidades profundas de todas as cogitações do ser, no dédalo do destino.”

Na questão 326, se a união das almas gêmeas pode constituir restrição ao amor universal, Emmanuel responde:

“O amor das almas gêmeas não pode efetuar semelhante restrição, porquanto, atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino. O amor das almas gêmeas, em suma, é aquele que o Espírito, um dia, sentirá pela Humanidade inteira.”

Quanto aos laços de saudade em relação aos Espíritos amados que deixaram a Terra, Emmanuel responde:

“Os espíritos superiores não ficam propriamente ligados ao orbe terreno, mas não perdem o interesse afetivo pelos seres amados que deixaram no mundo, pelos quais trabalham com ardor, impulsionando-os na estrada das lutas redentoras, em busca das culminâncias da perfeição.

A saudade, nessas almas santificadas e puras, é muito mais sublime e mais forte, por nascer de uma sensibilidade superior, salientando-se que, convertida num interesse divino, opera as grandes abnegações do Céu, que seguem os passos vacilantes do Espírito encarnado, através de sua peregrinação expiatória ou redentora na face da Terra.”

Ainda Emmanuel, no livro “Mediunidade e sintonia”, no Capítulo 11, em “Prática Mediúnica”, esclarece: “Tudo na vida é afinidade e comunhão, sob as leis magnéticas que lhe presidem os fenômenos. Tudo gravita em torno dos centros de atração e sustentação de forças determinadas e específicas, no plano em que evoluímos para a Ordem Superior.”

Assim, a teoria das almas gêmeas, revelada por Emmanuel, explica certas uniões profundas e misteriosas, que arrasta uma à outra, buscando-se sempre que separadas em suas jornadas evolutivas, as quais são movidas pelo amor, cuja atração é superior a todas as expressões da vida na Terra.

Emmanuel afirma que: “No sagrado mistério da vida, cada coração possui no Infinito a alma gêmea da sua, companheira divina para a viagem à gloriosa imortalidade.” E acrescenta: “Para todos nós, o primeiro instante da criação do ser está mergulhado num suave mistério, assim como também a atração profunda e inexplicável que arrasta uma alma para outra, no instituto dos trabalhos, das experiências e das provas, no caminho infinito do Tempo.”

Por fim, pergunta-se: Você já identificou a sua alma gêmea?

Bibliografia:

EMMANUEL (Espírito); na psicografia de Francisco Cândido Xavier. O Consolador.  29ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2019.

ROCHA, Cecília (Organizadora). Estudo sistematizado da Doutrina Espírita: programa complementar – Tomo Único. 1ª Edição. Brasília/DF: Federação Espírita Brasileira, 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close